Ceará manterá vacinação de adolescentes apesar da recomendação do Ministério da Saúde

O Ceará decidiu manter a vacinação contra a Covid-19 para adolescentes de 12 a 17 anos que, nesta quinta-feira (16), o Ministério da Saúde recomendou suspensão. A definição foi tomada após reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

“A Sesa entende que a imunização desse grupo populacional é fundamental para as metas de diminuição de circulação viral e consequentes abrandamento dos efeitos da pandemia e prosseguimento do plano de retomada das atividades econômicas no Estado”, diz trecho da nota da pasta.

Além do Ceará, São Paulo e Rio de Janeiro informaram que não vão aderir à recomendação neste primeiro momento, e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conasens (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) enviaram um ofício à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pedindo um posicionamento da agência sobre a recomendação.

Nesta quinta, o MS mudou a orientação e, em nota informativa, fez a recomendação para que essa faixa etária não seja imunizada. A exceção é de adolescentes com deficiência permanente, com comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *